Observação

fevereiro 17, 2010

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Sinopse

fevereiro 17, 2010

Estar em São Paulo é se lançar num mar de gente, é ser guiado por um fluxo alucinante de informações sonoras e visuais aparentemente caótico. “Observação” surge inspirado por esse caos, pela realidade de uma cidade que em sua essência é diversa. Andar pelo coração dessa metrópole, o centro velho, é descobrir vida nova a cada esquina e em todos os ângulos. São artistas, mendigos, religiosos e pessoas comuns que se misturam ao ar denso e ao amálgama arquitetônico, este capaz de levar o observador mais crítico a séculos variados num passeio curto.

Caminhando por essas ruas e ouvindo aqueles que nelas transitam, trabalham e vivem é fácil perceber a dualidade extrema de sentimentos: amor e ódio; loucura e sanidade; grandiosidade e pobreza. São Paulo é via de passagem, lotada e barulhenta durante períodos comerciais; e um deserto à noite e durante finais de semana, onde impera o descaso, o abandono. Porém, aqui também se descobre a alegria nas faces mais maltratadas e vê-se a crítica brotar de bocas aparentemente insanas.

Enfim, o documentário “Observação” traz em si a necessidade de experimentar e se descobrir em tal contexto. É uma viagem.